SAC LOJAS: (12) 3925-2627 | SAC E-COMMERCE: (12) 3932-1455

Tire suas dúvidas sobre as meias ideais para cada tipo de sapato

meias

Uma das questões que mais preocupam o homem na hora de se arrumar para um evento é saber o modelo de meias para cada tipo de sapato. Independentemente se é para um baile de gala, um casamento no campo ou apenas um churrasco da empresa, essa escolha pode ser difícil, afinal ninguém gosta de fazer feio.

Pensando nisso, separamos neste post oito tipos de sapatos, fizemos uma explicação breve sobre cada um e ajudamos a escolher suas respectivas meias ideais. Ficou interessado? Então, acompanhe!

1. Sapatênis

Vamos começar com um dos tipos de calçados que acreditamos ser mais polêmico. Feito como um sapato de couro e com os moldes de um tênis, o sapatênis surgiu para unir o tradicionalismo do primeiro com o conforto do segundo.

Se por um lado muitos homens adoram ter essa opção, por outro alguns acham que é uma peça brega que não cumpre nenhum dos papéis a que veio. O pulo do gato para esse calçado está justamente em como usá-lo e com o que combinar. Uma dessas combinações é justamente em relação à meia.

A escolha da meia aqui segue essa coisa do nem formal nem informal demais. Escolha meias sociais de algodão da mesma cor do calçado ou da calça/bermuda. Assim, o lado formal permanece, e o informal fica por conta só do sapatênis. Se a escolha for a bermuda, nunca use meias longas no conjunto.

2. Monk

O Monk pode ser facilmente identificado nas prateleiras por sua tira de couro que cobre o peito do pé e é finalizado por uma fivela de metal. Também existe o Double Monk Straps, que é uma variação com duas tiras de couro presas por fivelas.

Ele cai muito bem em composições em que o traje é mais sério, social, e fica muito bom ao acompanhar peças de alfaiataria.

Para esse tipo de sapato, a meia ideal é aquela longa, que sobe a canela e é um pouco mais fina que as tradicionais de algodão. Normalmente, são feitas de seda ou microfibra. Em relação à cor, siga o mesmo tom das calças, para alongar a silhueta e não confundir o olhar se acontecer de elas aparecerem.

3. Driver

Esse tipo de sapato veio de um que é bem conhecido do armário masculino: o Mocassim. Nessa variação, a sola do calçado ganhou gomos — ficando perfeito para motoristas —, recebendo, assim, o nome “Driver”.

Os gomos dão a aderência necessária aos pedais do carro, e o estilo Mocassim dá o conforto essencial para algumas horas dirigindo.

Com essas características, a meia aqui deve ser a clássica de algodão. Deve seguir cores neutras, que casem com a cor do calçado. Sobre seu tamanho, é interessante que seja a de estilo sapatilha, para não aparecer. Existem homens que também optam pelo não uso da meia com calçados desse estilo.

4. Derby

O Derby é uma variação do Oxford e também é conhecido como Blütcher. Para diferenciar um do outro, basta prestar atenção nas duas abas que vêm costuradas por cima do couro do bico, no peito do pé.

Ele vem como uma opção mais casual ao Oxford — que vamos tratar em um dos tópicos a seguir —, mas, diferentemente desse, cai bem com produções tanto casuais como sociais.

A meia aqui segue o mesmo estilo do sapatênis. Se for uma composição mais formal, com peças de alfaiataria, invista em meias mais leves, de microfibra, e que tenham a mesma cor da calça, fazendo um complemento da mesma.

Se a produção for casual, meias soquete, de cor neutra ou combinando com a bermuda, ficam muito bem.

Existe, também, a opção de meias compridas, coloridas e/ou estampadas. Reserve essas para aquele casamento moderninho, que acontece durante o dia e o traje não é tão formal, mas meio retrô, sabe? São divertidas e vão fazer sucesso!

5. Loafer

Sabe aquele sapato social, sem cadarço, que nos lembra um pouco o Mocassim? Esse é o Loafer. O que caracteriza esse tipo de calçado é a faixa de couro com um losango vazado por cima da parte que cobre o peito do pé.

Assim como o Derby, o Loafer vai bem com produções casuais e algumas sociais, mas nada muito chique.

Para esse tipo de sapato, a meia deve seguir as regras do Derby. Contudo, como ele tem o formato muito parecido com o Mocassim, alguns homens escolhem as meias em formato de sapatilha, nas produções casuais.

6. Mocassim

De ar artesanal, o Mocassim pode ser identificado de forma bem fácil: é só achar a costura alta que tem na parte de cima, no peito do calçado, vindo de uma lateral, passando pelo bico e indo para a outra lateral.

Eles normalmente têm a sola fina e são feitos de tecidos aveludados, como a camurça, por exemplo.

A dica sobre a meia nesse caso é a de estilo sapatilha, de algodão e cor neutra. O truque para as produções com Mocassim é não deixar a meia aparecendo, o que dá toda a bossa do look. Alguns homens também optam por não usar meias com o Mocassim.

7. Oxford

Esse tipo de calçado foi inventado no Reino Unido — um pouco antes de a Irlanda pedir a separação — e era o preferido do Rei Eduardo VII (1841–1910). Ele foi o primeiro sapato com cadarços e ganhou esse nome por ter sido muito usado por estudantes da Universidade de Oxford.

Oxford é um calçado muito usado em ocasiões formais, associado às roupas de alfaiataria, deixando o casual apenas para o seu similar, o Derby.

As meias para esse tipo de sapato devem seguir a ocasião. Como é um calçado para eventos formais e escritórios, use uma meia longa, seguindo a mesma cor do sapato ou da calça. Nessas ocasiões, a perna não pode aparecer enquanto estiver sentado ou com as pernas cruzadas.

8. Botas

Feitas normalmente de couro — aveludado ou não — e estrutura pesada, as botas são perfeitas para os visuais mais rústicos. A bota masculina normalmente vai até um pouco acima do tornozelo, dando firmeza à pisada.

Aqui, as meias podem ser de algodão grosso e subindo o tornozelo, já que a estrutura da bota pode machucar a área. Em relação à cor, pode ser qualquer uma, já que elas ficam tampadas pelo calçado. No entanto, dependendo do material da bota, é bom usar meia escura, para não as manchar visivelmente.

Agora que você já sabe como usar meias para cada tipo de sapato, visite nosso site e veja todos os estilos de meias que mostramos aqui!

Post Relacionado

Deixe seu comentário