SAC LOJAS: (12) 3925-2627 | SAC E-COMMERCE: (12) 3932-1455

Palmilha ortopédica: por que você precisa tomar cuidado ao escolher?

palmilha ortopédica

Ficar em pé durante muito tempo ou utilizar sapatos desconfortáveis por longas horas são realidades muito comuns entre os brasileiros que favorecem o uso de palmilhas. Criadas para tratar problemas no corpo, a palmilha ortopédica tem vários benefícios e já faz parte do guarda-roupa de muitas pessoas.

As palmilhas ortopédicas, conhecidas cientificamente pelo termo órteses plantar, são desenvolvidas a partir de materiais específicos para tratar danos à postura, além de aliviar dores nos pés, pernas, joelhos e tornozelos.Esse tratamento é sempre prescrito por um médico especializado e o uso do instrumento sem o devido acompanhamento pode trazer efeitos negativos.

Para te ajudar a escolher a palmilha ortopédica correta, vamos abordar neste artigo quais são os tipos de palmilhas disponíveis no mercado, suas indicações e benefícios. Acompanhe!

Entenda quais as vantagens de usar palmilhas ortopédicas

Diferentemente das palmilhas ortopédicas, as palmilhas tradicionais – ou seja, aquelas que já vêm acompanhadas do calçado – não possuem nenhum tipo de padronização. Cada marca escolhe o modelo de acordo com custo de produção, sem se importar com a saúde dos usuários.

A vantagem de usar palmilhas ortopédicas começa com a possibilidade de adaptação à anatomia do seu pé. Elas são fabricadas de forma personalizada levando em consideração o tipo de pisada e postura corporal de cada um, podendo corrigir até mesmo deficiências anatômicas.

Confira alguns dos efeitos positivos que o uso de palmilhas ortopédicas pode trazer ao seu corpo:

Postura

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 80% da população mundial terá dor nas costas em algum momento da vida. A maioria dos acometidos não entende a relação entre a maneira de andar e possíveis problemas na coluna.

São seus pés que definem o ângulo das suas pernas durante o andar. Para manter o equilíbrio, seu tronco precisa contrapor esse ângulo. Isso é uma atividade automática realizada pelo cerebelo e você sequer percebe que sua postura está sendo influenciada pela forma que você anda.

A maioria das palmilhas convencionais modifica a anatomia natural dos pés e, consequentemente, o ângulo das pernas é alterado, o que gera uma compensação da coluna e futuros problemas dessa parte do corpo devido a uma postura ruim. Com a palmilha ortopédica, a anatomia é respeitada e corrigida, gerando conforto e alívio para o usuário.

Saúde das articulações

As palmilhas ortopédicas oferecem uma boa absorção de impacto, protegendo as articulações de problemas graves a longo prazo. Com o impacto, as cartilagens que protegem os ossos e articulações, principalmente do joelho, começam a inflamar, resultando na perda irreparável desse tecido. Com isso, o contato de um osso com o outro causa dor extrema e pode levar até mesmo a perda da função daquela articulação.

Saiba o que é possível tratar com o uso de palmilhas ortopédicas

Você sente dores nas costas depois de um longo dia de trabalho? Calos aparecem em alguns pontos dos seus pés? Seu joelho não aguenta mais o impacto de uma simples caminhada? Saiba que a palmilha ortopédica pode te auxiliar no tratamento desses problemas.

Alguns tipos de palmilhas são indicados para prevenir lesões, enquanto outras são complementadas com outros tratamentos, que aumentam as chances de solução dos problemas de coluna. Confira algumas condições possíveis de tratamento com o uso de palmilhas:

  • Fascite plantar (esporão);
  • Linfedema;
  • Metatarsalgia;
  • Neuroma de Morton;
  • Tendinite;
  • Pé cavo;
  • Pé chato;
  • Pé torto congênito;
  • Linfedema e retenção de água;
  • Artrite reumatoide;
  • Joanete;
  • Má postura.

Embora varie de pessoa para pessoa, a eficiência da palmilha ortopédica tem mostrado eficácia na maior parte de seus estudos, segundo trabalhos publicados na Cochrane Database of Systematic Reviews, uma das mais conceituadas fontes de pesquisa científica em medicina.

Escolha a palmilha ortopédica ideal

Antes de tudo, é importante lembrar que a avaliação do caso deve ser feita com um profissional qualificado, que avaliará suas reais necessidades e indicará a palmilha ideal.

Existem diversos tipos de palmilha disponíveis no mercado atualmente – como a palmilha de silicone ou a palmilha ortopédica sob medida – e cada uma delas possui uma indicação específica. Fazer a escolha correta é fundamental para o sucesso do seu tratamento.

A palmilha de silicone é produzida com material que amortece o impacto sobre os pés e articulações, prevenindo o aparecimento de doenças ortopédicas. Ela é indicada principalmente para prevenir lesões nas articulações dos tendões, joelhos e tornozelos, deixando os sapatos mais confortáveis. Por melhorar a capacidade de amortecimento e possuir um material macio e flexível, esse material é ideal para pessoas que passam muito tempo em pé ou que praticam exercícios físicos.

Já a palmilha ortopédica é indicada para pessoas que já possuem problemas nas pernas e pés instalados e estão em busca de tratamento. Elas podem ser compradas prontas, de acordo com o número do calçado e tipo de pé, ou ser confeccionada conforme a anatomia do pé de cada paciente.

As palmilhas sob medida dependem de prescrição médica e são feitas por profissionais fisioterapeutas ou técnicos de ortopedia. São usadas principalmente em casos de correção postural e desenvolvidas de acordo com as características de cada paciente, que são submetidos a avaliações de pisada e postura, como a baropodometria.

As palmilhas ortopédicas prontas, mesmo não sendo feitas especialmente para cada paciente, oferecem diferentes opções de formatos de acordo com os tipos de pé. Cabe ao paciente, com o médico que indicou o uso da palmilha, identificar o tipo de pé após avaliação, podendo ser ele cavo ou plano (os famosos pés chatos).

Saiba como usar a sua palmilha ortopédica

A palmilha ortopédica deve ser inserida aos poucos no dia a dia do paciente, conforme orientação médica. No primeiro dia, recomenda-se usá-la de três a quatro horas no total, aumentando uma hora por dia até calçá-la durante o dia inteiro. Dependendo do material e da qualidade da palmilha, ela dura de um a dois anos e pode ser lavada com água e sabão.

Quando prescritas de forma responsável e utilizadas corretamente pelo paciente, a palmilha ortopédica pode ser extremamente útil. E você? Usa palmilhas? Compartilhe este artigo nas redes sociais e ajude a melhorar a saúde dos seus amigos!

Post Relacionado

Deixe seu comentário